Inscreva-se
Conheça nossos cursos

Ensino Superior

Qual é a importância do método científico?

Mercado de Trabalho

8 empresas que se destacam no mercado com ações socioambientais

Ensino Superior

Qual é a importância do método científico?

Por EAD UNIFSA em Mar 22, 2022 11:51:24 AM | 13 min de leitura

Você já se perguntou o que é o método científico e por que ele é tão importante? 

Neste artigo, vamos conversar sobre a metodologia científica, porque ela é tão importante para quem trabalha com pesquisa e como você pode utilizar esse conjunto de passos no seu TCC. 

Você vai conferir: 

O que é o método científico? 
Por que o método científico é tão importante? 
Como usar o método científico no TCC 
Conclusão 

Baixe agora um modelo de currículo de estágio!

O que é o método científico? 

O método científico funciona como um guia para a pesquisa científica. 

Por sua vez, a pesquisa científica é um grupo de técnicas que são aplicadas para que um pesquisador consiga desenvolver um estudo. 

Por exemplo, o desenvolvimento da vacina de Covid-19 foi uma pesquisa científica que utilizou o método científico. Ao passo em que uma pesquisa sobre o impacto da época da faculdade na saúde mental dos alunos também seria. 

Uma pesquisa científica pode ser aplicada a qualquer tema, e o método científico, então, é um conjunto de passos que organiza essa pesquisa. 

Para que o método científico funcione, é preciso que o estudo já tenha um problema de pesquisa, ou seja, um tema que o pesquisador quer explorar e responder. 

É importante também que as etapas do método científico sejam seguidas para que o estudo possa ser repetido, se houver necessidade. 

As 4 etapas do método científico 

Como dito acima, o método científico é um conjunto de etapas que garante que um estudo chegará ao seu objetivo organizado. 

Ele é composto por quatro etapas, confira abaixo: 

  1. Observação do método: nesta etapa, já com o problema de pesquisa, o pesquisador começa a fazer revisão de literatura sobre o assunto. Ou seja, ele começa a entender o universo do problema, quais foram os estudos já feitos sobre o tema e onde estão as fontes que ele precisa buscar para compreender melhor o problema.
  2. Formulação de hipóteses: tendo feito a pesquisa e explorado melhor o universo do problema, o pesquisador pode começar a fazer hipóteses. Essas hipóteses seriam possíveis soluções para o problema, respostas para as perguntas. É importante dizer que as hipóteses não são as respostas que o pesquisador procura, elas são algo que ele deve entender, até o final do estudo, se são verdades ou não.
  3. Realização do experimento: nesta terceira etapa, o pesquisador faz um experimento relacionado às suas hipóteses para entender se elas se sustentam ou não. Eles podem ser experimentos no campo das exatas, humanas ou biológicas.
  4. Aceitação ou rejeição da hipótese: depois de fazer o experimento, o pesquisador poderá identificar se as hipóteses criadas (e quais delas) se sustentam ou não. Aquelas que não se mostrarem verdadeiras durante a terceira etapa são rejeitadas, e aquelas (ou aquela) que se mostrarem, são mantidas. 

Depois de aplicado o método, é possível dizer que algo é cientificamente comprovado. Ou seja, quando o experimento mostra que a hipótese é verdadeira. 

Por que o método científico é tão importante? 

O método científico é extremamente importante para estudos e pesquisas porque é ele quem dá valor e confiabilidade. 

Ou seja, em tese, ele protege o estudo de viés e da subjetividade do pesquisador. 

Além disso, ser adepto do método científico também ajuda a direcionar o estudo para a busca de conhecimentos válidos e comprovados. 

Se uma pesquisa ou estudo não segue o método científico, dificilmente ela será aceita como um estudo comprovado. Isso porque ela não estaria livre das intuições do pesquisador.

método científico - por que é importante e como aplicar no TCC

Como usar o método científico no TCC 

Agora que você já entendeu o que é o método científico, quais são suas etapas e por que ele é importante, chegou o momento de falarmos sobre como aplicar no seu TCC. 

O Trabalho de Conclusão de Curso, é o último trabalho que você precisa apresentar para poder concluir a graduação. 

Ele pode ser apresentado em diversos formatos, dependendo da instituição de ensino, porém o que há de comum entre todos os formatos é a pesquisa. 

E, como vimos, o método científico é essencial para a pesquisa. Por isso, o TCC e a metodologia científica costumam andar de mãos dadas. 

Confira abaixo as principais etapas de um Trabalho de Conclusão de Curso e como o método científico é aplicado em cada uma delas: 

Problema de Pesquisa 

Todo TCC começa com um problema de pesquisa, que é uma pergunta que você quer responder. Esse problema também é uma forma de delimitar o tema que você vai trabalhar no TCC. 

Por exemplo, digamos que você gosta de pensar sobre a relação entre pesquisa acadêmica e saúde mental. Esse seria o seu tema, então o seu problema de pesquisa poderia ser algo como “como será que ficam os níveis de estresse e ansiedade em graduandos que estão fazendo seu TCC?”. 

A ideia é que você transforme seu tema em uma pergunta, o que também ajuda a identificar os objetivos da sua pesquisa mais tarde. 

Parte importante de definir o problema também passa por três aspectos: 

  • Afinidade com o tema: você gosta mesmo do tema que escolheu pesquisar? Lembre-se de que um TCC costuma levar algo entre um semestre e um ano, então o ideal é escolher um tema que você gosta e com o qual se importa. 
  • Referências disponíveis: alguém já escreveu sobre isso? Você tem onde buscar referências? Parte essencial do TCC é a revisão de literatura, onde você vai pesquisar autores que já estudaram o assunto. E dentro de um TCC, quanto mais referências você tiver, melhor. 
  • Viabilidade: por fim, você vai conseguir tratar desse tema em um TCC no tempo disponível para isso? Entender se um problema de pesquisa é viável é bastante importante, isso porque você pode acabar com um TCC raso e incompleto se for ambicioso demais. 

Uma dica importante para este momento de definição de tema, e talvez até antes, é a escolha do orientador, que deve ser estratégica. 

O orientador é um professor que ajuda você, guiando para buscar as melhores fontes, quais livros ler, quais autores pesquisar e qual tipo de metodologia utilizar. 

É importante que ele seja alguém que já pesquisa o tema ou que se identifique com a sua intenção de pesquisa, isso ajuda na busca por fundamentação teórica. 

Fundamentação teórica 

Como dissemos acima, existe um momento do TCC em que você precisará fazer uma revisão de literatura, que também pode ser chamada de revisão bibliográfica ou fundamentação teórica. 

Este momento da pesquisa consiste em você fazer um levantamento de todo o material disponível que seja referente ao tema que você está pesquisando. 

Para seguirmos com o tema de saúde mental e pesquisa acadêmica, por exemplo, esse seria o momento de você buscar trabalhos, livros e apresentações de pesquisadores da área. Nesse caso, pessoas que vieram antes de você e também tiveram interesse no assunto. 

O que você faz com esse levantamento é, simplesmente, escrever capítulos onde você “coloca esses pesquisadores para conversar”. 

Fazer a revisão de literatura significa trazer conceitos já trabalhados pelos autores e ver quem concorda com eles, quem discorda e o que isso significa para sua pesquisa. 

É importante citar aqui que toda fonte que você trouxer para o seu TCC precisa ser confiável e comprovada. 

O ideal é utilizar livros, trabalhos acadêmicos e apresentações de trabalhos em congressos de pesquisadores que tenham histórico no campo e utilizem o método científico. 

Método de trabalho 

Depois de entender o que já foi trabalhado na área e o que pensam os principais pesquisadores do assunto, chegou o momento de você decidir como fará sua pesquisa. 

Nesta etapa, você precisa organizar o seu método. Você vai trabalhar apenas com revisão de literatura? Você vai sair a campo e falar com acadêmicos? Vai fazer uma pesquisa quantitativa? 

Este capítulo do TCC é onde você vai explicar como vai usar as quatro etapas do método científico que descrevemos acima, por isso ele costuma se chamar “metodologia científica”. 

Durante este momento, também, você vai chegar aos objetivos do TCC, que são o objetivo geral e os objetivos específicos. 

Eles são algumas perguntas menores que você tem e que vão ajudar a explorar o tema de pesquisa. 

Por exemplo, seguindo o tema proposto para exemplo aqui, você poderia ter o objetivo geral de entender qual é o nível de estresse e ansiedade entre graduandos na época de TCC. 

E como objetivos específicos poderia ter: identificar os momentos mais estressantes, as maneiras utilizadas pelos graduandos para desopilar e como a universidade ajuda (ou atrapalha) no processo. 

Coleta de dados 

Entendendo como você vai buscar dados para responder ao seu problema de pesquisa, você consegue fazer a coleta destes dados de maneira mais eficaz. 

Se você decidiu que vai fazer apenas revisão de literatura, sua coleta de dados seria entender a opinião de diversos autores da área. 

Se você decidiu que vai conversar com graduandos, você precisa começar a fazer entrevistas. A coleta de dados é a parte do TCC onde você começa, realmente, a colocar a mão na massa. 

Análise e interpretação de dados 

Por fim, você precisa fazer a análise e interpretação de dados, que é a última fase do método científico para o TCC. 

Essa fase vem depois que você já conhece os conceitos e pesquisas de especialistas, e quando você mesmo já fez sua pesquisa. É a hora de chegar às suas conclusões. 

É durante a análise e interpretação que você vai entender se a sua pergunta foi respondida e como ela foi respondida. 

Conclusão 

Chegando ao final deste artigo, esperamos que você tenha conseguido entender o que é método científico e como utilizá-lo no seu TCC. 

Aproveite também para conferir outros conteúdos do nosso blog: 

Use sua nota do Enem e ganhe bolsa na sua graduação EAD!

Ensino Superior

Veja mais conteúdos da UNIFSA sobre EAD e educação

Mulheres na engenharia: inspire-se com a trajetória de 10 pioneiras

“Eu sempre quis ser engenheira, mas sentia como se mulheres não devessem estudar coisas como engenharia”. Essa fala é ...
9 min de leitura

Vida de Vestibulando: 7 fatos que ninguém te conta

A vida de um vestibulando não é nada fácil! 
9 min de leitura

Pegou DP na faculdade? Saiba o que fazer

Pegar DP na faculdade é uma das experiências da vida de estudante que os alunos mais querem evitar. Mas se você pegar ...
14 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Ensino Superior