Inscreva-se
Conheça nossos cursos

Mercado de Trabalho

Pedagogia Waldorf: como aliar desenvolvimento intelectual e emocional

Mercado de Trabalho

8 empresas que se destacam no mercado com ações socioambientais

Mercado de Trabalho

Pedagogia Waldorf: como aliar desenvolvimento intelectual e emocional

Mariana Bortoletti
Por Mariana Bortoletti em Dec 17, 2021 1:30:00 PM | 16 min de leitura

Se você é um docente ou se interessa por educação, já deve ter ouvido falar na Pedagogia Waldorf. 

Criada em 1919 na Alemanha pós-guerra, a escola Waldorf defende uma educação que trabalhe não só conteúdos, mas as habilidades sociais, motoras, cognitivas e emocionais de uma criança. 

Por ser uma abordagem que atende à educação do futuro, a Pedagogia Waldorf tem ganhado muito destaque na formação pedagógica. 

E por isso, neste artigo, vamos falar sobre o que é essa pedagogia, quais são seus princípios, como é o cenário no Brasil e como você pode se especializar para se tornar um educador da Pedagogia Waldorf. 

Você vai conferir: 

O que é a Pedagogia Waldorf? 
A pedagogia Waldorf no Brasil 
Como trabalhar em uma escola Waldorf 
Conclusão 

New call-to-action

O que é a Pedagogia Waldorf? 

Dentro da Pedagogia Waldorf, a humanidade é um conjunto harmônico que abrange três dimensões: física, anímica e espiritual. 

Por isso, o foco é estimular o desenvolvimento equilibrado da personalidade da criança e do jovem, assim como promover a criatividade através de atividades livres e o pensamento crítico. 

Na prática, isso significa que as escolas Waldorf não seguem a estrutura e hierarquia das escolas tradicionais.

Os professores são mentores nessa abordagem, e as salas de aula não têm carteiras, mas espaços que lembram cozinhas e salas de estar. 

Como metodologias de ensino, a Pedagogia Waldorf utiliza atividades ao ar livre, como cuidar do jardim e preparar o lanche, e aquelas que estimulam as capacidades motoras e sensoriais. 

Isso porque toda a base da Pedagogia Waldorf está na experimentação. 

Como a pedagogia Waldorf surgiu? 

A Pedagogia Waldorf surgiu em 1919, na Alemanha. Rudolf Steiner, um filósofo austríaco, foi convidado para palestrar sobre educação e temas sociais em uma fábrica chamada Waldorf-Astoria. 

Estimulados por suas ideias, os funcionários apresentaram o interesse de que seus filhos fossem educados segundo os princípios apresentados por ele. 

Assim, começou a funcionar a primeira escola Waldorf no prédio da fábrica. 

Depois de algum tempo, a escola foi transferida para outro prédio, saindo das dependências da fábrica, porém o nome foi conservado. 

Hoje, no mundo, existem mais de 1092 escolas Waldorf e cerca de 1857 jardins de infância que seguem essa abordagem. 

As escolas e jardins de infância estão distribuídos em 64 países, o que torna a Pedagogia Waldorf um dos maiores movimentos educacionais independentes do mundo.

pedagogia waldorf - crianças aprendendo enquanto brincam

Os princípios da Pedagogia Waldorf 

Como base, a Pedagogia Waldorf objetiva desenvolver a personalidade da criança e do adolescente de forma equilibrada e integrada, estimulando a clareza de raciocínio, equilíbrio emocional e iniciativa de ação. 

E para chegar neste princípio, Rudolf Steiner retornou à ideia grega de que a vida humana se dividia em períodos de sete anos. 

A partir dessa ideia, ele caracterizou os setênios da Pedagogia Waldorf, que, nos anos escolares, seriam divididos dessa forma: 

  • De 0 a 7 anos é desenvolvida a maturidade escolar; 
  • De 7 a 14 anos é desenvolvida a maturidade sexual; 
  • De 14 a 21 anos é desenvolvida a maturidade social. 

Seguindo os setênios, as práticas, atividades, ferramentas de ensino e conteúdos são adaptados. Porém, todos seguem os princípios comuns: 

  • Desenvolvimento integral: a criança passa o turno integral na escola. 
  • Educação para o futuro: não se preocupando apenas em ensinar conteúdos para que o aluno passe no vestibular, mas habilidades para a vida. 
  • Cooperação e respeito mútuo: tirando o foco da competição e focando na boa relação entre as crianças. 
  • Integração com a natureza: com atividades ao ar livre, incentivando uma visão ampla e respeitosa sobre o meio ambiente. 

Como funciona a análise de desempenho do aluno 

Uma das maiores preocupações de quem não conhece a Pedagogia Waldorf é entender como funciona a análise de desempenho dos alunos. 

Em uma escola tradicional, mede-se a evolução na aprendizagem através de trabalhos e provas e comprova-se essa evolução por meio de notas em um boletim. 

Esse tipo de avaliação, entretanto, não acontece nas escolas Waldorf. 

Em comparação com o sistema tradicional, a análise de desempenho das escolas Waldorf é considerada inconclusiva, já que o sistema de notas contraria o ideal dessa pedagogia. 

Nos últimos anos, porém, as escolas Waldorf têm se adaptado para dar notas aos alunos, mesmo que a análise de desempenho não dependa delas. 

Isso porque estão pensando em acostumar os alunos ao método de avaliação que eles encontrarão fora da Pedagogia Waldorf, como no ensino médio e na faculdade. 

Quais são os benefícios da pedagogia Waldorf? 

Dentro dessa abordagem, o aprender livre e pela experimentação é fundamental. 

Dessa maneira, o maior benefício é a criança desenvolver de maneira ampla suas habilidades motoras e perceptivas, ganhar destreza, noção de tempo e espaço e inteligência emocional. 

Além disso, existem outros benefícios. Confira: 

  • Participação da família: a maior parte das escolas Waldorf são organizações sem fins lucrativos, mantidas pelos pais. Eles podem não se envolver com a administração da escola, mas precisam ser membros ativos da comunidade, já que a presença da família é essencial à proposta pedagógica. E isso é um grande benefício para a criança. 
  • Estímulo à criatividade: como você já deve ter percebido, a criatividade é um dos benefícios devido à abordagem do livre brincar, que se vale da imaginação e da fantasia infantil. 
  • Aulas personalizadas: o método de ensino usado na Pedagogia Waldorf não segue um padrão para todos os alunos porque é personalizado. Isso significa que as atividades têm como base os interesses e talentos de cada aluno. 
  • Limitação da tecnologia: dentro das escolas Waldorf, o acesso à tecnologia é limitado, especialmente na educação infantil. Isso porque a intenção é que a criança crie e experimente sem encontrar o conteúdo pronto na internet. 
  • Contato com a natureza: atividades ao ar livre são uma maneira de utilizar a natureza como ambiente de experimentação sensorial. As escolas Waldorf, nesse sentido, buscam despertar na criança a consciência de que vivemos e desfrutamos da natureza, por isso precisamos protegê-la. 
  • Vínculo com professores: seguindo os setênios, cada etapa de educação tem um tutor. Isso significa que o mesmo professor acompanha uma mesma turma de alunos por anos. E isso cria um vínculo forte entre mestre e aprendiz. Vale dizer que os professores estão em aprendizagem constante, sempre trazendo o melhor para os alunos. 

A pedagogia Waldorf no Brasil 

A Pedagogia Waldorf chegou no Brasil em 1956 com a Escola Higienópolis, em São Paulo. 

Hoje, já são cerca de 250 unidades distribuídas por todos os estados brasileiros que oferecem ensino fundamental, médio e jardim de infância. 

88 dessas escolas são afiliadas à Federação das Escolas Waldorf do Brasil (FEWB) e mais de 170 estão em processo de filiação. 

No Brasil, as escolas Waldorf não chegam a representar 0,2% do setor educacional. De acordo com o Censo Escolar de Educação Básica de 2018, o número total de escolas no Brasil é de 184,1 mil. 

Porém, desde a função da FEWB, em 1998, o número de escolas Waldorf no Brasil aumentou em 200%. Ou seja, está se tornando cada vez mais popular. 

pedagogia waldorf - como trabalhar em uma escola waldorf

Como trabalhar em uma escola Waldorf 

Mesmo se tratando de uma metodologia alternativa de ensino, o curso de pedagogia é o primeiro pré-requisito para atuar como professor em uma escola Waldorf. 

É necessário também que o docente tenha especialização específica em Pedagogia Waldorf, já que isso deixa a atuação profissional mais direcionada.

Além disso, estágios docentes em escolas Waldorf são grandes diferenciais. 

O professor que quiser atuar com essa abordagem também precisa conhecer a Filosofia Antroposófica, uma ciência criada por Rudolf Steiner. 

Ela é descrita como uma forma de olhar para a humanidade por três dimensões: física, psíquica e espiritual. 

Ter interesse no ensino humanizado também é um requisito, já que toda a base da Pedagogia Waldorf está em olhar individualmente para cada aluno e compreendê-lo em totalidade. 

Formação cultural e social também é um diferencial. Isso porque literatura, artes, música, poesia e cinema são recursos muito usados em sala de aula. 

Por fim, um requisito é que o docente tenha gosto por aprender e tenha interesse em formação continuada. 

Como um dos diferenciais da Pedagogia Waldorf é o tutor seguir com os alunos por toda uma etapa, o professor precisa estar sempre se atualizando e aprendendo metodologias novas. 

A importância da formação continuada para o profissional da educação

De maneira geral, a formação continuada é entendida, hoje, como uma necessidade para educadores.

Isso porque o objetivo é oferecer um ensino de qualidade cada vez maior. 

Um professor atualizado e em formação ininterrupta não se torna apenas alguém que transmite conteúdo, mas um facilitador, alguém preparado para ajudar os alunos a se tornarem agentes ativos em sua própria educação. 

Além disso, também ajuda os docentes a se adaptarem às mudanças na tecnologia e no contexto educacional. 

É comprovado que o educador que busca evolução constante consegue: 

  • Dar aulas muito mais dinâmicas e interessantes; 
  • Ter maior engajamentos dos alunos nas atividades; 
  • Detectar com maior facilidade as dificuldades de aprendizagem e criar estratégias para contorná-las. 

E embora saibamos de todos os benefícios, e da necessidade, da formação continuada, a falta de tempo dos professores é um obstáculo. 

Porém, existem cursos de aperfeiçoamento e pós-graduações 100% online que podem ajudar.

As maiores vantagens dos cursos 100% online são a flexibilidade e o custo mais baixo. 

Ou seja, o professor pode adequar a formação continuada na agenda como achar melhor, além de economizar tendo a mesma qualidade do ensino presencial. 

Conclusão 

Esperamos que ao chegar ao final deste artigo, você tenha conseguido entender o que é a Pedagogia Waldorf, seus benefícios e princípios e como atuar em uma escola Waldorf. 

Aproveitamos este espaço, também, para convidar você a conhecer os cursos de pós-graduação voltados à educação oferecidos pelo UNIFSA. 

São cerca de 45 cursos pensados para a formação continuada do professor, que garantem a abordagem de temas essenciais para a o contexto atual de ensino. 

Além do diploma de especialização, nossos cursos de pós-graduação também oferecem certificados intermediários de extensão a cada eixo concluído. 

Ou seja, você já pode atualizar o seu currículo com 3 meses de curso. Confira todos as opções de pós-graduação clicando neste link.  

Leia também: 

Dê um novo rumo à sua carreira. Faça um teste de aptidão profissional! 

O que é uma metodologia ativa e como ela melhora o ensino-aprendizagem 

Mercado de Trabalho

Veja mais conteúdos da UNIFSA sobre EAD e educação

8 empresas que se destacam no mercado com ações socioambientais

Sustentabilidade e desenvolvimento social não são uma moda passageira. Eles já impactam os processos de organizações de ...
23 min de leitura

O que é Economia Criativa e como trabalhar na área

A economia criativa é um setor da economia relacionado ao entretenimento e à cultura. 
14 min de leitura

Millennials e Geração Z: o que o profissional de marketing precisa saber

Nos últimos anos, muito se tem ouvido sobre Millennials e Geração Z. Mas você sabe como esses dois grupos afetam a ...
16 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Mercado de Trabalho