Inscreva-se
Conheça nossos cursos

Mercado de Trabalho

Procurando sites gratuitos de emprego? Confira 10 dicas!

Mercado de Trabalho

8 empresas que se destacam no mercado com ações socioambientais

Mercado de Trabalho

Procurando sites gratuitos de emprego? Confira 10 dicas!

Por EAD UNIFSA em Jun 21, 2021 12:00:00 AM | 6 min de leitura

Está em busca de oportunidades? Que tal dar uma olhada em sites de emprego? Na internet, há uma infinidade de plataformas gratuitas com o objetivo de ajudar você a encontrar a sua vaga dos sonhos!

Neste artigo, reunimos 10 dicas de sites para você conferir. Ainda, ao final, preparamos algumas dicas para você turbinar o seu currículo e ter sucesso na sua candidatura! 

mulher jovem acessando notebook.

1. Indeed

O Indeed é um site que indexa vagas publicadas em milhares de sites. Além disso, o site permite que você avalie empresas e, ainda, acesse dados sobre médias salariais.

2. Trampos.co

 A trampos.co é uma plataforma de desenvolvimento de negócios entre empresas e profissionais especializados nas áreas de Marketing, Comunicação e Tecnologia. Através dela é possível encontrar vagas e anunciar oportunidades, incluindo opções de Freela, Estágio e Trainee.

3. VAGAS

O VAGAS.com.br é uma plataforma de empregos 100% gratuita para pessoas em busca de um emprego. No site, é possível buscar e se candidatar a oportunidades para diversas áreas e níveis, incluindo estágio e trainee.

Para os recrutadores, a plataforma traz a opção de acessar testes na própria plataforma, como conhecimentos em língua portuguesa, nível proficiência em inglês, raciocínio lógico, entre outros. 

4. Trabalha Brasil

O Trabalha Brasil funciona como um classificado on-line de vagas, trazendo recursos para empregadores, onde é possível cadastrar e administrar seus anúncios de emprego, e para trabalhadores, com a possibilidade de cadastro de currículo e pesquisa vagas de acordo com o perfil.

5. InfoJobs

O InfoJobs é uma plataforma de oportunidades profissionais e busca de talentos que há mais de 15 anos oferece ferramentas avançadas para gerir e facilitar os processos seletivos das empresas.

Ao cadastrar seu currículo na plataforma, o Infojobs passa a sugerir vagas conforme o seu perfil. Ainda, é possível acessar reputações de empresas e avaliar empresas nas quais você já trabalhou.

6. Portal Emprega Brasil

O Portal Emprega Brasil está vinculado ao Governo Federal. Para acessar as vagas de emprego, basta cadastrar a sua conta GOV.BR, preencher seus dados e fazer a pesquisa.

7. Jooble

O Jooble funciona como o “Google dos Empregos”. Diariamente, ele agrega diversas vagas no site, usando como fontes sites corporativos de empresas, redes sociais, fóruns de discussão e outros recursos. Dessa forma, todas as ofertas ficam disponíveis em um só lugar.

8. Catho

A Catho é um classificado on-line de currículos e vagas de emprego. Criado em 2000, o site tem como objetivo auxiliar os profissionais a obter sucesso na busca de um emprego e as empresas a encontrar candidatos adequados às suas vagas.

O site oferece, ainda, algumas ferramentas bacanas para os candidatos, como o Guia de Profissões, onde você pode acessar informações sobre a trilha de carreira de determinada profissão e acessar a média salarial.

9. Facebook Jobs

O Facebook disponibiliza para mais de 40 países, incluindo o Brasil, um recurso que traz a possibilidade de se candidatar a empregos diretamente na rede social. Para isso, basta você anexar seu currículo. Ainda, o empregador pode usar o Facebook Messenger para agendar entrevistas e até mesmo enviar uma mensagem automática aos candidatos.

10. LinkedIn

O LinkedIn é a maior rede profissional do mundo, com mais de 645 milhões de usuários em 200 países e territórios. No LinkedIn, é possível criar um perfil e ficar por dentro de tendências corporativas, assim como é possível encontrar oportunidades de emprego.

notebook, xícara de café e celular.

Dicas para um bom currículo

Você sabia que um recrutador pode levar, em média, de 6 a 10 segundos para descartar um currículo para uma entrevista?

Portanto, é importante ser estratégico e preencher o seu currículo de forma atraente. Seja no currículo tradicional ou nas informações que você preenche em sites de emprego, é preciso ter cuidado e sempre prezar pela objetividade.

Abaixo, vamos dar algumas dicas para o seu currículo:

Use palavras-chave

A palavra-chave pode ser definida como “palavra que relaciona elementos correspondentes, ou de uma mesma área, facilitando a busca por um assunto específico”.

Todo cargo possui palavras-chave. Usando elas, você ajuda o recrutador a reconhecer melhor suas experiências.

Exemplo: você está se candidatando para um cargo de Gerente de Recursos Humanos. Assim, você precisa descrever no seu currículo termos relacionados com a vaga pretendida:

Sólido conhecimento em leis trabalhistas; Experiência com recrutamento; Responsável pela folha de pagamento.

⚠️ CUIDADO! Utilize as palavras-chave de forma estratégica e natural, durante a descrição das suas experiências, evitando colocá-las “soltas”, sem propósito.

Personalize o seu currículo

A personalização não significa fazer um currículo novo a cada vaga, mas sim hierarquizar as informações, conforme as necessidades requisitadas. Exemplo: se determinada vaga exige pós-graduação, você deve salientar o campo EDUCAÇÃO no seu currículo.

Seja objetivo

Não seja muito prolixo nas descrições. Preze sempre pela objetividade. A personalização, que comentamos no tópico anterior, também vale aqui: não descreva todas as funções exercidas nos seus empregos anteriores, descreva somente aquilo que for interessante para a vaga que você está se candidatando.

Use tópicos e frases curtas

Nas descrições, opte por utilizar tópicos ou frases curtas. Isso permite uma leitura fluida para os recrutadores.

Foto

Não é necessário colocar foto no currículo, ao menos que a vaga exija. Quando for o caso de usar foto, opte por um tom mais profissional, com um fundo neutro, em um ângulo da cintura para cima.

Documentos pessoais

Evite compartilhar seus documentos pessoais no currículo, como número do RG e CPF.

Nome do Arquivo

Caso o currículo seja anexado em alguma plataforma de emprego ou, até mesmo, via e-mail, fique atento ao nome do arquivo. Especialistas recomendam que você use o seu nome e sobrenome + vaga desejada. Exemplo: Bruno Barboza - Analista de Marketing

Pretensão salarial

Não é preciso informar a pretensão salarial no seu currículo. Em muitos sites de recrutamento, há campos específicos para informar a pretensão salarial. Quando o currículo for enviado por e-mail, em anexo, prefira escrever essa informação no corpo do texto.

Utilize um “formato neutro”

Seu currículo é o seu documento profissional. Assim, procure utilizar um formato mais neutro, sem muitas cores e prezando por fontes legíveis.

Claro, como tudo na vida, há exceções. Se você estiver concorrendo a uma vaga criativa, seu currículo pode ser uma oportunidade para explorar suas habilidades. Todavia, a regra da legibilidade é sempre válida! 😀

Revise a ortografia e gramática

Saber se comunicar via escrita é um requisito em muitas oportunidades de emprego, afinal, você terá que lidar com documentos e e-mails. Assim, é imprescindível que você revise o seu currículo antes de enviá-lo.

Cheque se todas as palavras estão escritas corretamente e, ainda, se os seus dados estão corretos, pois o recrutador pode usá-los para entrar em contato com você.

Conclusão

Agora que você já tem as dicas de sites de emprego e as formas para preencher o seu currículo, que tal buscar a sua vaga dos sonhos?

Para dar um empurrãozinho extra, estamos disponibilizando um modelo de currículo gratuito. Basta acessar e baixar!

Se você gostou desse conteúdo, continue acompanhando o blog EAD UNIFSA!

Mercado de Trabalho

Veja mais conteúdos da UNIFSA sobre EAD e educação

8 empresas que se destacam no mercado com ações socioambientais

Sustentabilidade e desenvolvimento social não são uma moda passageira. Eles já impactam os processos de organizações de ...
23 min de leitura

O que é Economia Criativa e como trabalhar na área

A economia criativa é um setor da economia relacionado ao entretenimento e à cultura. 
14 min de leitura

Millennials e Geração Z: o que o profissional de marketing precisa saber

Nos últimos anos, muito se tem ouvido sobre Millennials e Geração Z. Mas você sabe como esses dois grupos afetam a ...
16 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Mercado de Trabalho